A CURA DA AIDS - O LIMÃO MATA O FRÁGIL VÍRUS HIV - VEJA O TRATAMENTO COM...



A velha teoria da conspiração. Como separar joio do trigo?

São in´meras as informações com as quais convivemos diariamente e que acabam por comprometer a qualidade de vida e saúde das pessoas. Embora médicos não sejam, nem de longe, onipotentes, e onicientes, donos do saber e do conhecimento; sendo passíveis de erro, prefiro cem vezes o aconselhamento com um deles a um aconselhamento com um desconhecido e que, aparentemente desconhece.

Há história da humanidade em todo lugar do mundo, várias informações sem qualquer qualidade e serventia.

Na África moderna, é aconselhado para o tratamento da AIDS, naturalmente por pessoas sem qualquer formação médica, o acasalamento com mulheres virgens. Segundo esses "conhecedores" o sexo com mulheres virgens teria a capacidade de "limpar" o sangue e todos os órgãos que foram acometidos pela doença. Na Tanzânia, o sexo, ou comer a carne de pré-púberes, virgens, ou ainda infantis de pessoas desprovidas de melanina em suas peles, seria um santo remédio.

Para impotência, o chifre de rinoceronte devidamente macerado a pó, teria efeitos avassaladores, transformando um eunuco num insaciável e incansável reprodutor,

Aqui no Brasil houve uma época que se curava qualqueer doença com o uso de folhas de qualquer tipo, depois se achava que a cura da AIDS estava no suco de graviola, ou no chá das folhas das mesmas.

Há quem afirme que há um complo das industrias que propagam as doenças, e guardam a cura, vendendo para governos por preços altíssimos.

Teria alguma lógica, não fossem as evidências em contrário. As doenças que mais matam, sçao considerdas doenças de pobres e quase sempre a eficiência está na prevenção, muito mais que no tratmento. Nos países mais pobres, existe uma forte negligência no que tange a mudanças estruturasis físicas de cidades, e educacionais que mudariam radicalmente as posturas de cada cidadão. Embora haja uma clara relação com entre as doenças e a sua forma de combate e tratamento, é imprescindível que uma população atuante e educada se aliem a estres governos. E isso tem sido cada vez menos visivel justamente nos paises em que as doenças mais prosperam.

Resumindo: em lugar de tratamento esdrúxulos, a mudança de comportamento obtido pela educação é o caminho mais seguro, juntamente com mudanças de ordem estrutural e comortamental no combate as doenças.

Postagens mais visitadas deste blog

Professora gostosa foi expulsa da escola por deixar alunos excitados.

Os Botões de Napoleão: as 17 moléculas que mudaram a história