Portal A TARDE - Questões que a ciência ainda não respondeu


Achei interessante a chamada dessa reportagem. Na verdade, a lista ainda poderia aumentar muito mais. Entretanto, os temas abordados por aqui já nos são por demais abrangentes. As ciências exatas é que são o verificador do que é verdadeiro, correto, ou não. Um remédio funciona, faz o que a propaganda promete? Aplicam-se dados científicos, padrões e práticas para verificar se o remédio é um engodo, ou não.
O mesmo vale para remédios, milagres, cotidiano, rezadeiras, etc. 
Há coisas que a Ciência não tem como responder. Nem neste e nem nos séculos vindouros. Deus existe? Temos alma? Há vida após a morte? Ressurreição é possível? Há um céu, ou um inferno? São perguntas para as quais a ciência não tem como responder. Mas isso não tira da ciência o seu papel, nem diminui a sua responsabilidade, ou qualidade. 
Há cientista que creem em Deus, numa força superior, numa inteligência suprema, cuja vontade são maiores que nós, nossas pretensões e possibilidades. Há aqueles que não creem em nada disso. Ateus estão entre as mentes mais inteligentes e entre as mentes menos inteligentes do planeta. Crentes também! Segundo algumas pesquisas, nossos cérebros foram preparados para crer. Nascemos com essa características. Há algumas pessoas, cuja genética, não está apta a crer. Mas, alguns mesmo assim creem. Ha os que tem esse genética pronta, e mesmo assim conseguem burlar suas "instruções de fábrica."
Seja como for, apresentamos essas.

Questões que a ciência ainda não respondeu

Cláudio Bandeira
  • Agência France Press l 05.09.2001
    Imagem divulgada pela Nasa em 2001 mostra um buraco negro na região central da galáxia Milky Way
Quais são as grandes questões científicas da nossa época  e por que não sabemos as respostas?  Este é o tema do livro The Big Questions in Science (As grandes questões da ciência), ainda sem título em português, que foi lançado na Grã-Bretanha na última quinta-feira, 12.
A obra apresenta os mais fascinantes  mistérios que ainda não foram solucionados pelos cientistas  e  explica como a ciência tenta encontrar  soluções, muitas das quais permanecem  frustrantemente  fora do alcance.
Elaborado pelos  escritores de ciência Mun Keat Looi, Hayley Birch e Colin Stuart, que  demonstram habilidade em traduzir  conceitos complicados  e de difícil compreensão para o público leigo em uma discussão envolvente, segundo avaliou o jornal The Guardian em sua sessão sobre livros.
São abordados 20 temas ainda não resolvidos em disciplinas como biologia, química, física, astronomia e ciência da computação.
1. Qual a composição do universo?
Os astrônomos enfrentam um enigma embaraçoso: eles não sabem de que são feitos 95% do universo. Os átomos, que formam tudo o que vemos ao nosso redor, respondem por ínfimos 5%. Nos últimos 80 anos ficou claro que a maior parte do resto é composta de duas entidades sombrias -  a matéria escura e a energia escura. A primeira, descoberta em 1933, age como uma cola invisível, ligando galáxias e aglomerados de galáxias. Revelada em 1998, a segunda empurra a expansão do universo a velocidades incrivelmente crescentes. Os astrônomos buscam se aproximar das verdadeiras identidades dessas matérias invisíveis.
2. De que são feitos os sonhos?
Cientistas buscam uma explicação do porque dormimos e sonhamos. Estudos recentes afirmam que os sonhos desempenham importante papel nos mecanismos da memória, aprendizado e emoções, ajudando-nos a solucionar tarefas complexas irresolvidas na vigília. A espécie humana passa um terço da vida dormindo. Apesar disso pouco se sabe sobre esse necessário estado de inconsciência diário.  Vários pesquisadores tentam decifrar o mistério. Adeptos das teorias de Freud dizem que os sonhos nada mais  são que a expressão de desejos não realizados  -  boa parte deles de origem sexual; alguns acham que são disparos do cérebro que mistura realidade e fantasia enquanto dormimos.  Estudos com o uso de imagens apresentam novas e mais complexas teorias: ratos repetem em sonhos suas experiências da vigília, o que aparentemente os ajuda a solucionar tarefas.
3. Estamos sós?
Há quem diga que não.  Astronomos dispõem de tecnologia para varrer o universo em busca de mundos onde existam oxigênio e água.  Só na Via Lactea há 60 bilhões de planetas habitáveis.
4. É possível viajar no tempo?
Baseados em Einstein, cientistas acreditam que será possível viajar  anos rumo ao futuro. A volta ao passado é complicada, embora haja teorias que atestem este possibilidade.
5. O que é a consciência?
Não há explicação plausível. Sabe-se que ela se manifesta em diferentes locais do cérebro e em rede. O desafio é saber como os circuitos neurais funcionam e descobriremos de onde emerge a consciência. Projetos de inteligência artificial ajudarão a desvendar o segredo.
6. O que fez a vida começar?
Há 4 bilhões de anos algo começou a se mexer na chamada sopa primordial. Substâncias químicas simples se uniram e fizeram surgir a biologia.  No entanto, ninguém sabe como elas se arrumaram de forma espontânea em algo que se assemelhasse à vida.
7. Há outros universos?
Os cientistas cada vez mais recorrem à possibilidade de existência de universos paralelos para justificar a existência do nosso. A  física quântica 
aponta neste sentido.

8. Para onde levar o carbono?
A queima de combustíveis tem entupido a atmosfera de dióxido de carbono e aquecido  o planeta. O desafio é como desfazer isso? Pensa-se em enterrá-lo ou colocá-lo no mar.
9. Como tirar mais energia do Sol?
Cientistas querem usar a luz solar para dividir a agua em oxigênio e hidrogênio, combustíveis limpos e abundantes, para mover máquinas.  Ainda não se sabe como fazê-lo.
10. Quem conseguirá domar n°s  primos?
Números primos  tornaram possível a web. Contudo continuam um enigma. Um  padrão foi criado na hipótese de Riemann, mas até hoje continuam indomados.
11. Por que há matéria?
Teorias sugerem que o big-bang criou em igual proporção matéria e antimatéria. Diferentes em cargas elétricas, se anulam quando se encontram, razão pela qual não deveríamos estar aqui: mas o universo tem predileção pela matéria. Cientistas buscam entender.
12. Teremos um mordomo robô?
Vários robôs já servem bebidas e levam malas. A ciência da robótica já permite a criação de robôs especializados, que ordenham vacas, separam a correspondência e transportam coisas.  Mas para que se tornem inteligentes é necessário desvendar a inteligência artificial.
13.  Quando as bactérias serão derrotadas?
Métodos inovadores, como o sequenciamento do DNA e a busca de novas bactérias nos oceanos, poderão ajudar a criar  antibióticos que derrotem bactérias resistentes a diversas drogas.
14.  Como aumentar o poder de um PC?
Existe um número limitado de componentes possíveis de serem comprimidos em um chip. A ideia é procurar outras técnicas. Carbono fino - o grafeno - pode ser uma.
15. O que esconde o fundo do oceano?
Trata-se de um estranho e ainda inalcançável mundo. Para chegar lá é preciso de submarinos-robôs. Já se descobriu peixes bizarros e um possível tratamento para Alzheimer.
16. O câncer pode ser erradicado um dia?
Pesquisadores dizem que não. A doença é tão antiga quanto os dinossauros e está embutido em todos nós. A genética busca encontrar respostas, novos tratamentos e prevenção.
17. O que há no buraco negro?
O buraco negro é uma das criações extremas do universo: uma estrela morta de alta densidade que escava para dentro a sua massa formando um ponto chamado de singularidade. A recente teoria M pode um dia explicar o que jamais visto no centro desta estrela.
18. O que nos faz humanos?
O genoma humano é 99% identico ao de um chimpanzé. Cientistas acreditam que o que  nos diferenciou dele não foi a linguagem, ferramentas ou o espelho, mas  as  habilidades de cozinhar e fazer fogo. Elas fizeram crescer o cérebro, forjando a capacidade de cooperação.
19. É possível se viver  eternamente?
Hoje a ciência começa a pensar o envelhecimento como uma doença. Desvendar suas causas - incrustradas nos genes - e novos tratamentos poderão ampliar o tempo de vida.
20. Como enfrentar a superpopulação?
Pode parecer coisa de ficção científica, mas já há quem estude alternativas de sobrevivência para a humanidade diante de um planeta exaurido pela alta demanda por alimentos

Postagens mais visitadas deste blog

Professora gostosa foi expulsa da escola por deixar alunos excitados.

Os Botões de Napoleão: as 17 moléculas que mudaram a história