Maior parte do degelo na Antártica é ‘invisível’ - Jornal O Globo

Maior parte do degelo na Antártica é ‘invisível’

  • Estudo americano conclui que 55% da perda de gelo no continente em cinco anos ocorreu em camadas abaixo da superfície
O GLOBO (
EMAIL
)

Publicado:
14/06/13 - 12h54


Pinguins sobre geleira na Antártica: maior perda de gelo no continente ocorre nas camadas abaixo da superfície, conclui pesquisa
Foto: Latinstock

Pinguins sobre geleira na Antártica: maior perda de gelo no continente ocorre nas camadas abaixo da superfície, conclui pesquisa Latinstock
IRVINE, Califórnia - A maior parte da perda de gelo do continente antártico não ocorre com o derretimento visível dos icebergs, como as dramáticas imagens de TV mostram. As águas oceânicas que corroem as camadas de gelo por baixo das banquisas da Antártica são as principais vilãs da perda de massa glacial, de acordo com um estudo da Universidade da Califórnia em Irvine, no estado americano.
A primeira pesquisa conclusiva sobre todas as geleiras da Antártica descobriu que o “derretimento basal”, ou o gelo que se desprende por baixo da banquisa, correspondeu a 55% da perda de massa congelada entre 2003 e 2008, uma quantidade muito maior que se pensava. As banquisas, que são a parte flutuante das grandes geleiras, contornam 75% do continente gelado.
O estudo, que está publicado na edição desta sexta-feira da revista “Science”, ajudará os cientistas a melhorarem suas projeções sobre como a Antártica, que armazena 60% de toda a água doce do planeta em seu gelo, contribuirá para o aumento do nível dos oceanos com o aquecimento global.




© 1996 - 2013. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 

Postagens mais visitadas deste blog

Professora gostosa foi expulsa da escola por deixar alunos excitados.

Os Botões de Napoleão: as 17 moléculas que mudaram a história