MIB - Homens de preto

Quarta-feira pela tarde, na televisão aberta um dos filmes mais interessantes já criados: MIB: Homens de Preto.
Os arquilianos estão na fronteira do Planeta, exigindo que a a Galáxia seja entregue. O filme é cheio de metáforas interessantes sobre a vida, sobre o modo como vivemos nossas vidas insignificantes, sem saber da realidade dos fatos. No caso específico, os fatos são a presença de extra-terrestres entre nós.
Um filmão! Gosto, particularmente das cenas iniciais e finais, porque me faz pensar em quão insignificante é nossa vida, e como nossa importância é pequena num contexto mais amplo. Vale a pena assistir com cuidado.
Enquanto isso, a vida segue fora das telas, e ela não é fácil. Temos convivido com violência extrema nos últimos dias: recém nascidos jogados fora como se fossem um pedaço de carne estragada, trabalhadores em seus lugares de trabalho sendo assassinados a sangue frio, até queimados. Mulheres estupradas... quantas! Um certo sábio do passado afirma na Bíblia que nada é novo sob o sol. Ao contrário do que pensamos, sempre houveram adolescentes grávidas, mulheres agredidas, pessoas sofrendo violência estúpida e gratuita. Sempre houveram pais estuprando filhas, abandonando seus familiares. Homens vendendo homens, homens comprando mulheres, noites de prazer adquirida às custas do sofrimento alheio. Isso nunca foi novidade; sempre existiu desde que o mundo é mundo. Faz parte da nossa condição de humanos.
O que mudou? Talvez a exposição feita, apenas. Nunca houve tantas mulheres denunciando as agressões sofridas como hoje. Essa é a diferença: Num instante, os mais absurdos e embrulhantes fatos tornam-se conhecidos por todos não poupando vítimas e nem vitimizadores. Tudo vira espetáculo, Como se resolve? Lembro de uma pesquisa que levou 75 anos para ser concluída e cujos resultados foram divulgados essa semana. Nela os autores concluem que, entre outras coisas, felicidade é amor.
Cuidar dos nossos filhos, dando-lhes atenção e carinho, mais que dar-lhes presentes e objetos dos mais diversos tipos, é a forma mais inteligente e saudável de criar homens e mulheres que, no futuro serão pessoas de bem, prontas para cuidar de si, dos seus e do planeta que estarão vivendo.
E o feriadão está para começar. Hoje pela noite, sairei para dar aulas na escola, e depois retorno para iniciar meu feriado. No dia de hoje, estou com a garganta parecendo que um ralador de coco desceu por ela. A cabeça dói fortemente, o rosto parece inchado contendo líquido nos sinus: a famosa sinusite.
Uma dor de barriga imensa, me obriga a ir ao banheiro com freqüência. O feriadão promete...

Postagens mais visitadas deste blog

Professora gostosa foi expulsa da escola por deixar alunos excitados.