Folha de S.Paulo - Cotidiano - Efeitos de leite adulterado podem surgir a longo prazo, diz ministério - 09/05/2013

Folha de S.Paulo - Cotidiano - Efeitos de leite adulterado podem surgir a longo prazo, diz ministério - 09/05/2013
Ao ler e ouvir sobre esse assunto lembro como é importante que hajam cada vez mais fiscais, dentro das indústrias, com conhecimento químico para identificar a presença de substâncias estranhas aos alimentos e tudo o mais que consumimos.

Efeitos de leite adulterado podem surgir a longo prazo, diz ministério

PUBLICIDADE
DE SÃO PAULO
DE BRASÍLIA

O Ministério da Agricultura diz que quem bebe leite adulterado não passa mal na hora --os malefícios surgem a longo prazo.
Cinco empresas que realizavam transporte de leite no Rio Grande do Sul são suspeitas de adicionar a substância antes de realizar a entrega à indústria. Ao todo, foi encontrada presença de formol em lotes específicos das marcas Italac, Líder, Mumu e Latvida.
Para o clínico-geral Paulo Olzon, da Unifesp, a toxicidade está no formaldeído da ureia --o mesmo que conserva cadáveres.
A substância pode provocar danos no aparelho gastrointestinal e a exposição frequente tem efeito cancerígeno. O Instituto Nacional de Câncer afirma que não há níveis seguros de exposição ao formol, associado ao câncer de nasofaringe e leucemia.
Segundo Alexandre Campos, do ministério, existe o risco à segurança do consumidor. "Ele compra leite, não compra água com ureia", diz. (MARIANA LENHARO E FILIPE COUTINHO)

Postagens mais visitadas deste blog

Professora gostosa foi expulsa da escola por deixar alunos excitados.

Os Botões de Napoleão: as 17 moléculas que mudaram a história