O Lado Bizarro da Química: o perigo por trás do MDH

O Lado Bizarro da Química

Quando criança, li em algum lugar que não existe verdade absoluta. E que a verdade está ao lado de quem sabe manipular a verdade.
Freqauntemente vemos isso na televisão, no rádio e na mídia em geral. A mesma mídia que nos questiona sobre certos horrores promovidos por outros seres humanos, em assassinatos, roubos e coisas do tipo; é a mesma que promove a violência através da exibição de cenas franca violência gratuita.
Alguns assassinos chegaram a confessar que matar a primeira vez foi dificil. Apenas a primeira.
Ao observar os fatos é preciso conhecimentos prévios para analisar as situações e questiona-las. Dizem os especialsitas que, na véspera da Alemanha invadir a Polônia, o que deu início à Segunda Grande Guerra, no século passado, se fosse feita uma pesquisa sobre a opinião do cidadão comum sobre a Guerra, teríamos mais de 90% dos alemães acreditando que ela era desnecessária e não aconteceria. Infelizmente ela ocorreu. E grande parte da população simplesmente não sabia do que fazia o governo quanto aosjudeus e demais opositores do sistema, mas que  acreditavam que alguém prcisava fazer alguma coisa a respeito daqueles que, na justificativa de Hitler, eram os causadores da miséria e pobreza alemãs.
A idéia de superioridade da raça ariana, limpeza, culto à forma e à beleza foram cuidadosamente plantadas nas cabeças dos cidadãos, durante anos. Durante a Guerra, ossadas de judeus e opositores que apresentavam defeitos de formação eram cuidadosamente guardados para a exposição ema algum museu. A propaganda seria a de que a própria raça ariana estava em perigo ao se misturar com raças inferiores, e a prova seriam esses esqueletos, e copros mumificados que demonstravam a degeneração da raça. Aqui no Brasil há os que acreditam em coisas do tipo: senão vejamos o racismo entre nós. Há quem acredite que ser pobre, ou miserável é o destino natural do Brasileiro, posto que esse é indolente e preguiçoso, como fruto de sua miscigenação. Por isso a mulher e o homem brancos são tão valorizaos entres nós, pois representam a possibilidade de "branquear" e "curar" a nossa raça.
Quanto mais negro e pobre, mais indolente se acredita que seja o indivíduo, o que é uma clara negação dos fatos que determinaram a real pobreza.
Mais recentemente, temos lido que os africanos são amaldiçoados e por isso se explica a pobreza extrema das nações do continente. A maldição realmente existe. Na Bíblia consta que Cão amaldiçou seus descendentes. Entretanto isso é apenas metade da história. Ao longo dos séculos, negros tem sido expropriados pelas demais nações. E de lá se rouba de tudo: ouro, petróleo, pedras preciosas, homens, mulheres, crianças, alimentos...
Em nome de infames meias verdades que foram ditas através dos séculos, os negros africanos vem sofrendo. No século XX, em continuidade ao que ocorreu nos séculos XIX e XVIII, as nações africanas tiveram suasfronteiras alteradas segundo as necessidades das nações européias, fazendo com que povos que mantinham boas relações fossem  separados para diminuir suas forças; e ao contrário, povos belicosos fossem obrigados a conviver juntos, como forma de humilha-los e leva-los a se degladiar e, com isso, não atcar o inimigo real, vindo da Europa.
Pobres negros... para justificar o racismo e o Apartheid na África do Sul, novamente se usava a Bíblia, ao afirmar que não há comunhão entre trevas e luz; ou que a superioridade de gênero existe em favor do homem, posto que esse foi feito primeiro, e a mulher veio a partir do homem...
Sugiro a leiura do texto abaixo, um texto pseudo científico que apresenta um materila que, segundo o texto e toda a sua argumentação, é altamente perigoso e deveria ser banido. Para quem não sabe quem é o material, saiba que nós convivemos com ele diariamente.
Você vai se surpreender quando descobrir quem ele é.

Riscos do monóxido de dihidrogênio

Avaliação dos riscos do monóxido de dihidrogênio.
químicos sabem que é água
- Vapores de monóxido de dihidrogênio podem causar queimaduras severas
- Pode diminuir a eficiência da frenagem de automóveis
- Consumo em excesso pode causar vômitos e suores
- Contribui para a erosão
- Componente majoritário da chuva ácida
- Inalação acidental pode causar a morte

Porque banir o monóxido de dihidrogênio (MDH)?

     
- o MDH contribui para o aquecimento global através do efeito estufa.
     - é o principal componente da chuva ácida
     - grande responsável pela erosão do solo
     - acelera a corrosão de muitos metais
     - amostras da Antartica revelaram grandes quantidades de MDH, evidenciando o seu grande espalhamento global.
     - encontrado na maioria dos tecidos cancerosos
     - vapores de MDH causam queimaduras graves
     - na forma sólida, se posto em contato prolongado com a pele, o MDH causa severos danos
     - responsável por grande parte dos curto-circuitos em aparelhos elétricos
     - quando em pequenas quantidades sua detecção é dificultada pelo fato de ser incolor, inodoro e insípido.
 

   Mesmo com todos esses perigos o MDH é largamente utilizado na indústria! Seria isso parte de uma conspiração mundial? Sendo as indústrias negligentes em relação a esses perigos?
   Alguns exemplos de utilização do MDH:   - usinas nucleares
   - em formas cruéis de pesquisas com animais
   - como solvente para muitos pesticidas
 

   Para saber mais:

Campanha alertando para o aquecimento global
http://www.gluon.com.br/blog/2006/04/09/aquecimento-global-video/ 

Se você ainda não percebeu, a substância em questão é... água!
Portanto, o autor do texto não mentiu em nada. Mas, brinca com nossa falta de conhecimento dos fatos. Imagina se alguém resolve banir a água do planeta...

Postagens mais visitadas deste blog

Professora gostosa foi expulsa da escola por deixar alunos excitados.