APLB-Sindicato – Rede Estadual e Interior – Falta de salário: desumano e humilhante

APLB-Sindicato – Rede Estadual e Interior – Falta de salário: desumano e humilhante


Falta de salário: desumano e humilhante

29 DE JANEIRO DE 2013 2
Muitos gestores têm procurado se livrar das dívidas deixadas pelos ex-prefeitos fazendo os funcionários de marionetes no jogo político. Em outros tempos era usada a polícia para afastar os manifestantes em busca dos seus direitos. Hoje em dia se usam advogados para tentar intimidar o trabalhador buscando mostrar o equívoco de que quem deve é o gestor anterior, o que não é verdade, pois todos sabem que são funcionários da prefeitura, portanto o administrador atual é que tem responsabilidade sobre eles.
O trabalhador tem o direito em receber os seus vencimentos, a culpa não é dele, funcionário e sim, do ex-gestor que irresponsavelmente não os pagou. O prefeito como gerente do município deve buscar meios para sanar a dívida e não jogar o funcionalismo ao léo com enormes dificuldades de prover o seu sustento, da sua família e fazer o comércio local progredir, os advogados tem que ser contratados para buscar junto ao tribunal de contas como se encontra o município e se não corresponder a realidade, processar a quem de direito, em vez de punir o lado mais fraco do elo, o trabalhador. Fazendo assim, o prefeito vai conquistar a confiança da categoria e aliados importantes para promover o progresso da cidade.
Dizer que não vai pagar é algo desumano e humilhante e vai de encontro à tão propagada valorização do professor. Vamos começar por aqui e fazer com que o educador volte a executar as suas funções, depois das férias sem dinheiro, de cabeça erguida contente pela profissão que escolheu.
José Araújo dos Santos
Secretário de Imprensa
APLB Sindicato – Delegacia Sindical Cacau Sul
Camacã – BA

Postagens mais visitadas deste blog

Professora gostosa foi expulsa da escola por deixar alunos excitados.

Os Botões de Napoleão: as 17 moléculas que mudaram a história