Folha de S.Paulo - Ciência - Cientistas acham 'alta tecnologia' primitiva - 08/11/2012


Cientistas acham 'alta tecnologia' primitiva


REINALDO JOSÉ LOPES
EDITOR DE " CIÊNCIA+SAÚDE"

Se a Idade da Pedra teve seu Vale do Silício, ele provavelmente ficava na caverna de Pinnacle Point, na atual África do Sul.
Foi lá que arqueólogos acharam os mais antigos exemplares da primeira tecnologia revolucionária inventada por seres humanos.
Gente acostumada às facilidades trazidas por tablets e aviões a jato provavelmente não daria nada pelas pequenas lâminas de pedra.
editoria de Arte/folhapress
Mas foi a criação delas, há 70 mil anos, que possibilitou montar os primeiros instrumentos leves compostos por muitas peças, diz pesquisa na revista científica "Nature".
Se os autores do estudo estiverem corretos, as lâminas podiam ser usadas para fazer flechas ou dardos disparados por lançadores manuais --o equivalente paleolítico de armas de destruição em massa.
A conclusão é da equipe liderada por Curtis Marean, da Universidade do Estado do Arizona (EUA).
Para datar as lâminas, os cientistas mediram a presença de imperfeições nos grãos de areia que cercavam as lâminas. Depois que a areia fica abaixo do nível do solo, a radiação natural do planeta faz essas impurezas se acumularem. Basta "contá-las" para saber quanto tempo a areia e o artefato que ela envolvia ficaram enterrados.
Segundo os cientistas, o mais importante da descoberta é o que essa tecnologia diz a respeito das capacidades mentais de quem a usava.
A produção das lâminas exigia um longo processo de planejamento e execução. A coisa toda começava com a localização de "minas" nas quais a rocha adequada para os instrumentos estava. Também era preciso recolher lenha, porque só o "tratamento" da pedra com fogo permitia que ela fosse trabalhada nas dimensões corretas.
Depois, eram necessários vários passos para que a lâmina atingisse o formato ideal (um lado tinha gume e o outro era "cego"), mais o processo de colar a ponta de pedra num cabo ou haste.
Só gente previdente, hábil e capaz de usar linguagem complexa para transmitir informações conseguiria passar a tecnologia de geração em geração por milhares de anos, como parece ter acontecido em Pinnacle Point.
Isso significa que, no mínimo há 70 mil anos, os ancestrais do homem moderno tinham mentes essencialmente indistinguíveis das nossas.
O "timing" do primeiro aparecimento dessa tecnologia é significativo. Coincide com o momento em que os primeiros grupos de humanos modernos teriam deixado a África, diz Sally McBrearty, da Universidade de Connecticut, que comentou as descobertas na "Nature".
"Se eles estavam armados com arcos e flechas, seriam mais do que páreo para qualquer coisa que encontrassem", escreve McBrearty.
Os alvos dele seriam animais mas também tribos como os neandertais, que ocupavam a Europa e o Oriente Médio e acabaram extintos, não sem antes se miscigenar com os recém-chegados.

Postagens mais visitadas deste blog

Professora gostosa foi expulsa da escola por deixar alunos excitados.

Os Botões de Napoleão: as 17 moléculas que mudaram a história