Monte sua estante com livros sobre a 2ª Guerra


Monte sua estante com livros sobre a 2ª Guerra

da Livraria da Folha
A Segunda Guerra Mundial (1939-45) é um dos momentos cruciais da história. Consequência de interesses econômicos, conflitos ideológicos e um frágil equilíbrio diplomático que se estendia desde o fim da Primeira Guerra (1914-18), o confronto entre o Eixo --Alemanha, Itália e Japão-- e os Aliados --liderados por Inglaterra, União Soviética e Estados Unidos-- levou morte e destruição para quase todas as partes do planeta. Conheça alguns livros sobre o período.


Divulgação
Batalha é estudada em termos estratégicos, políticos e simbólicos
Batalha é estudada em termos estratégicos, políticos e simbólicos
Em "O Cerco de Leningrado", o historiador Pierre Vallaud, especialista em história contemporânea e em guerras do século 20, conta detalhes do episódio se valendo de cartas, diários e arquivos. O volume apresenta estudos estratégicos, políticos e simbólicos do sítio. Leia um trecho do exemplar.
Último volume da trilogia sobre o Terceiro Reich, "O Terceiro Reich em Guerra" traça a ascensão e a queda do poderio militar alemão, bem como a mobilização de toda uma "comunidade dos povos" a serviço da Segunda Guerra Mundial, uma guerra de conquista, subjugação racial e genocídio. As grandes batalhas e acontecimentos do conflito encontram-se neste livro, desde a invasão da Polônia, a batalha de Stalingrado até o suicídio de Hitler no bunker.
"Os Nazistas e a Solução Final", de Mark Roseman, conta como foi produzido o Protocolo Wannsee, chamado de "o documento mais vergonhoso da história". O tratado apresenta a elaboração de diretrizes burocráticas para o extermínio de judeus e foi escrito quando os nazistas já cometiam assassinatos em massa.
Em "A Segunda Guerra Mundial: História e Estratégias", o historiador francês Philippe Masson (1928-2005) analisa as características estratégicas, logísticas, econômicas e humanas da conflito. Como as operações aconteceram em diversos lugares do globo, a Segunda Guerra usou novos sistemas de armas e transportes rápidos de civis e militares, modificando as táticas e os conceitos estratégicos vistos até então.
Com documentos sobre o armamento do Terceiro Reich, informações mantidas por muitos anos em absoluto sigilo militar, "Armas Secretas de Hitler", de José Miguel Romaña, traz textos e imagens que detalham o avanço tecnológico alemão, incluindo protótipos que poderiam mudar o curso do conflito internacional.
Divulgação
De professor primário a ditador, professor analisa a vida de Mussolini
De professor primário a ditador, professor analisa Mussolini
O historiador parisiense Pierre Milza especializou-se em relações internacionais do século 20, com especial interesse no regime fascista. Em seu livro "Mussolini", Milza relata e analisa a trajetória do homem que começou como professor do primário e se tornou ditador por décadas.
Formado a partir de relatos dos pracinhas que viveram na lama das trincheiras do outro lado do atlântico, "Barbudos, Sujos e Fatigados", do historiador Cesar Campiani Maximiano, um dos maiores especialistas do assunto no Brasil, relata quem eram os soldados brasileiros, como foram treinados e de que maneira enfrentaram o dia a dia no combate.
"O Brasil na Mira de Hitler" conta uma história que quase caiu no esquecimento. Durante a Segunda Guerra Mundial, submarinos nazistas torpedearam 34 embarcações do Brasil. Nos ataques, 1.081 pessoas morreram. Nem nos campos de batalhas na Europa tantos brasileiros perderam a vida.
Divulgação
Burns reuniu material para um documentário da TV norte-americana
Ken Burns descobriu que os verdadeiros protagonistas guerra
Publicado no Brasil pela editora Nova Fronteira, "O Dia a Dia da Segunda Guerra (1941-1945)", traz o cotidiano dos militares que viveram o conflito mundial. O livro traz material que, originalmente, foi reunido para a produção de um documentário veiculado pela TV norte-americana.
"Ultramar Sul" relata a última operação do Terceiro Reich. Os autores, o historiador Carlos de Nápoli e o jornalista Juan Salinas, levantam suposições intrigantes sobre um plano de fuga sem precedentes na história, documentado e com referências bibliográficas.
Durante a Segunda Guerra Mundial, Winston Churchill (1874-1965) percorreu o planeta com a intenção de conseguir apoio para impedir a derrota da Inglaterra frente aos ataques nazistas. Usando documentos oficiais, o historiador naval Brian Lavery relata essas viagens do líder britânico no livro "Churchill Vai à Guerra"

Postagens mais visitadas deste blog

Professora gostosa foi expulsa da escola por deixar alunos excitados.

Os Botões de Napoleão: as 17 moléculas que mudaram a história