Se a moda pega por aqui...

Metro1


Mulheres togolesas farão greve de sexo para exigir renúncia de presidente

Metro1
Imprimir Matéria
Enviar por E-mail
Tweet
As mulheres togolesas vão fazer, a partir desta segunda-feira (27) e durante uma semana, greve de sexo para exigir a renúncia do presidente do país, Faure Gnassingbé.

"As mulheres togolesas vão declarar-se em greve de sexo a partir de amanhã para tentar mobilizar seus parceiros", disse a responsável do "Coletivo Salvemos Togo", Isabelle Ameganvi, neste domingo (26). "Queremos que eles realizem mais ações para provocar a saída de Gnassingbé do poder."

A ativista pediu às mulheres do país que sigam o exemplo das liberianas, que tomaram medidas similares para acelerar o processo de paz durante a guerra civil do país, que ocorreu até 2003.

"O homem que nos dirige [Gnassingbé] gosta das relações sexuais, por isso convido as togolesas a abster-se durante esta semana", disse Isabelle, em reunião que encerrou uma passeata pacífica convocada para hoje pelo coletivo

Postagens mais visitadas deste blog

Professora gostosa foi expulsa da escola por deixar alunos excitados.