Professores citados por Jorge Portugal negam envolvimento com aulões da rede estadual


28/06/2012 15h08 - Atualizado em 28/06/2012 18h03
Professores citados por Jorge Portugal negam envolvimento com aulões da rede estadual
Em nota, Grandes Mestres e Mendel afirmaram que só têm compromisso com alunos matriculados
Amanda Palma - Metro1
Descrição: Imprimir Matéria
Descrição: Enviar por E-mail
Descrição: Tweet
COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA
A polêmica envolvendo a declaração do professor Jorge Portugal ao Metro1, nesta quarta-feira (27), na qual justificou o alto valor recebido pelo governo para organizar aulões na rede estadual com o pagamento a docentes de colégios "de ponta" como Anchieta, Grandes Mestres e Mendel, está longe de terminar. A reportagem conversou com alguns professores dos colégios citados pelo professor, que negaram fazer parte da equipe de mestres nos "aulões" organizados por Portugal por conta da exclusividade exigida nas instituições.

Em entrevista ao Metro1, o professor de física Paulo Bahiense, que integra o corpo docente dos cursos pré-vertibular Grandes Mestres e Mendel, esclareceu a situação. "Nós estamos vendo que o professor Jorge [Portugal] está em meio a um problema e ele, indevidamente, citou os nomes dos dois cursos Grandes Mestres e Gregor Mendel como se estivéssemos fazendo parte deste projeto. Se for algum professor, é algum monitor; professor da equipe, não", elucidou.

Portugal já foi sócio e integrou a equipe dos Grandes Mestres e Mendel, em 2004. "De lá para cá, ele não ensina mais lá. Nós temos apenas relações de amizade. Não fazemos parte disso aí", completou Bahiense.
Sobre o valor que cada docente vai receber por aulão, R$ 250, Bahiense comentou: "Olha, não resta dúvida que o professor de escola particular ganha mais do que o de escola pública, mas daí a ele exorbitar nesses valores é uma outra história. Ele está dando a justificativa para o dinheiro que ele está recebendo", afirmou o professor.

A direção dos Grandes Mestres e Mendel enviou uma nota de esclarecimento ao Metro1, afirmando que o compromisso é apenas com os alunos matriculados.

Confira a nota na íntegra:
"Comunicamos aos nossos alunos, ex-alunos, e a sociedade baiana que nossos professores não integram a equipe montada pelo professor Jorge Portugal para ministrar aulas para as escolas da rede pública. Nosso compromisso é único e exclusivamente voltado para os alunos matriculados em nossas turmas extensivas e intensivas e visa preparação para ENEM e vestibulares".

Postagens mais visitadas deste blog

Professora gostosa foi expulsa da escola por deixar alunos excitados.