Menos de 50% dos professores do NE têm curso superior, diz Ipea

Menos de 50% dos professores do NE têm curso superior, diz Ipea
E os que tem, não recebem grandes incentivos para sê-lo.
Aliás, segundo estudos da FGV, os professores brasileiros recebem 40% menos que profissionais com nível superior nas mesmas áreas. Assim, professores de química recebem 40% menos que químicos na indústria.
Isso é preocupante, sobretudo num país que pretende formar cidadãos de primeira qualidade (exigencia óbvia para o ingresso no 1º mundo), e que afirma estar preocupado com o pequeno número de profissionais nas áreas ligadas as licenciaturas.
Mesmo entidades comno o SENAI, que pagam um salário "melhorzinho" apresentam grande dificuldade para obntenção de professores nas áreas diveras, sobretudo exatas.
Isso é algo para se pensar, e mudar de atitude.

Postagens mais visitadas deste blog

Professora gostosa foi expulsa da escola por deixar alunos excitados.